Projeto RAQSAT EM PAUTA – A dança do ventre em debate.

Contente, receosa, ansiosa e curiosa. São exatamente essas 4 palavrinhas que definem o que sinto neste momento.

Iniciar um projeto é caminhar por uma estrada onde o que se conhece é apenas a paisagem imediata, aquela que está visível até onde o olho alcança…  Você sabe o que está em volta e um pouco a frente dos seus passos, mas faz apenas uma ideia do que pode encontrar pelo caminho, precisamente, na paisagem que os olhos ainda não veem.

Gosto de ler sobre dança*. Não só sobre dança do ventre – que, aliás, possui uma bibliografia terrivelmente pobre, mas esse não é o assunto de hoje.  Leio desde o que ‘me cai na mão’  ao que vem por indicação. E costumo vasculhar algumas coisas pela internet, desde o blog mais pueril até o artigo acadêmico da Scielo.  É…. Vamos dizer que sou eclética, rs. Mas é que penso que tão importante quanto dançar, ler sobre dança afeta a nossa compreensão sobre as coisas que estão no entorno e no centro da mesma e que influenciam a forma como ela evolui. Em outras palavras, são importantes para entender porque essas coisas são do jeito que são.

Por causa desse hábito, desenvolvi o gosto de falar sobre dança, seja através da escrita (como faço aqui no blog) ou sentada com amigos da dança. Aliás, para mim não há coisa que faça o tempo passar mais depressa do que estar ao lado de gente que faz e pensa dança numa prosa séria-divertida (e se tiver uns petiscos do lado melhor ainda, hehehe…). Graças aos deuses, encontrei muita gente boa pra essas conversas, algumas pela internet, mas a maioria foi pela vida mesmo… Olha, dentre outras coisas, esse é um dos maiores  presentes que a dança me trouxe: pessoas com as quais posso dividir as inquietações, as alegrias,  as revoltas e as ideias sobre essa coisa chamada Dança!

Uma dessas pessoas é a Elaine, dona do blog Tagarelando sobre dança. Primeiro a gente se conheceu via internet, naquelas comunidades que existiam no Orkut, lá pelos idos de 2003…. Sendo minha conterrânea, não demorou pra que a gente se conhecesse numa de minhas viagens à nossa terra natal. A amizade cresceu  e por termos afinidades na forma como vemos dança  é comum trocarmos ideias pelos menos 2 vezes por semana, via Skype, sobre as coisas que envolvem nossa tão querida, e muitas vezes incompreendida, dança do ventre.

Há alguns meses atrás, numa tarde fria aqui no Sul (e acho que nem tanto em Campinas…), conversávamos, melhor, desabafávamos, eu e Elaine, sobre algumas situações que nos inquietam com a dança.  Tentando achar uma solução para todos os incômodos que  pinicavam nossas pobres almas, imaginamos como seria legal se houvesse na prática da dança do ventre – fosse em aula, workshop ou seminário – um momento pra se debater sobre dança, de forma bem embasada e argumentada, que desenvolvesse o olhar crítico (no sentido de analítico) sobre a dança.

E como  toda ideia que vem chegando, chegando até que chega, nascia, naquele momento,  o Projeto “Raqsat em Pauta.

“A união faz a força”, diz o ditado, e obedientes a ele convidamos mais gente pra essa empreitada…  Assim chamamos outras 3 pessoas as quais temos um imenso respeito pelas profissionais sérias que são, e porque além da admiração profissional existe o vínculo afetivo da amizade que nos une: Roberta Salgueiro, Lory Moreira e Lulu Sabongi.  Com a aceitação de todas, o time das Raqsat estava formado.

Mas como faríamos isso se estamos, cada uma, em regiões diferentes desse imenso país? Bem, a resposta é óbvia: o mundo http://www.  Entretanto, deveria ser algo ainda não explorado pelo meio. Os fóruns das redes sociais são um modelo gasto… Poderíamos usar um blog para ser este espaço, mas ainda não era o ideal…. Então,  ideia do vídeo nos pareceu ser mais atraente afinal, a força da imagem de quem fala, com a entonação da voz são aliados na hora de se comunicar.  Certo?

Como dizemos na descrição de cada vídeo, não temos o intuito de colocar “verdades absolutas” em nossas opiniões. Também temos a consciência de que não é possível esgotar os temas que trazemos em poucos minutos de vídeo. Mas sentimos que é necessário dar voz à quem faz a dança profissional nesse país, quem vive e paga suas contas com ela. Por quê? Porque quando falamos estamos analisando, quando analisamos, comparamos, constatamos e enxergamos o que há de diferença e semelhança no objeto do qual falamos. Porque toda prática profissional necessita de prévia reflexão, caso contrário, pode se perder e estar fadada a ser mais  uma perda de tempo e energia, em outras palavras, fracasso.

Esperamos que cada opinião trazida consiga mexer com o senso crítico de cada um que nos assisitir e sirva como ponto de reflexão. Que possamos todos ser sujeitos atuantes no desenvolvimento de uma dança do ventre mais Arte, reconhecida e valorizada.

Com vocês, nosso 1º vídeo, dividido em 2 partes com o tema: Panorama da Dança do Ventre no Brasil. Assitam, opinem, espalhem!

– 1ª parte, com Lulu Sabongi e esta que vos escreve, Viviane Amaral:

– 2ª parte, com Lory Moreira, Roberta Salgueiro e Elaine Aliaga:

E vocês? O que tem a dizer?

Abraços meus e toda equipe Raqsat!

—-

*dicas de alguns bons livros aqui ó: Livros sobre dança.

Anúncios

8 comentários em “Projeto RAQSAT EM PAUTA – A dança do ventre em debate.

  1. Camilla D'Amato disse:

    Vi , poucas vezes na dança pessoas tão seriamente engajadas resolveram abordar este assunto que é espinhoso porém necessário para o cenário da dança do ventre no Brasil , não parem com este projeto , ele deve ser o alerta e conselheiro de todas as bailarinas . Precisamos de mais seriedade e pronfundida no mercado !!!! Um abraço enorme e parabéns pela iniciativa !!!

  2. LuArruda disse:

    parabéns pela iniciativa! estou assistindo os vídeos, anotando, refletindo. show!

  3. Vera disse:

    Finalmente ouvi a voz de pessoas que só conhecia virtualmente, como a Lory e a Roberta. Muito legal essa iniciativa! Eu ouço e aprendo… É mesmo uma excelente oportunidade para ouvir opiniões e refletir sobre a dança.

  4. anna paulla disse:

    Acabei de conhecer o blog e amei, é muito bom poder debater sobre a dança.
    Eu também sou a favor da dança tradicional, mas acho que é importante a participação do ballet, ajuda muito na postura e equilíbrio da dançarina, mas não pode perder as origens.

  5. Lady Burly disse:

    Parabens pela iniciativa, Vivi! Na torcida pra que o projeto seja um sucesso e q vcs alcancem muitos “joalheiros”! ^_^

  6. Natalia Salvo disse:

    Meninas, estão de parabéns pelo projeto, será muito enriquecedor pra todos nós! Amei. Beijos e sucesso!

  7. Lucy Linck disse:

    Oi, Vivi!
    Gostei demais desse projeto! Parabéns a todas!
    Penso que a dança do ventre, enquanto forma de expressão artística, acontece de formas diversas em cada corpo (que bom, hein? Diversidade é algo precioso!). Se a bailarina tem uma formação em ballet, ou em flamenco, ela vai, automaticamente (pois é como o seu corpo se comporta), levar para a sua dança (seja ela qual for) muitos elementos do ballet, ou do flamenco. Seria como uma “memória artística”: os braços aprenderam a se movimentar assim, sua postura no palco é aquela.
    Mas é claro que, nessa construção do artista, não se pode esquecer da dança em si: se é dança do ventre (ou dança oriental, como insistem tantos), tem que ter quadril, tem que ter sentimento.
    Enfim, se sinto que o ballet é do DNA da bailarina, da artista, acho lindo.
    Se vejo que é pra copiar alguém, ou fusionar, já não me agrada tanto.
    Beijos a todas as bellynerds!

  8. Cecilia disse:

    Olá, Vivi, voltei a estudar dança depois de sete anos. Lembro de ter visto uma apresentação sua em Salvador de dança folclórica e ficado impressionadissima! Agora nesse retorno andei pelo blog da Lory, da Roberta e parei aqui onde achei esta maravilhosa iniciativa. Estou na fase de extase, buscando informação avidamente sobre a dança. Inclusive concordo com vc sobre a falta de livros sobre a Dança do ventre. Sou avida devoradora de livros, mas parei de comprar por me decepcionar com alguns pela superficialidade. Vi que o projeto está meio parado. Espero que retomem em breve. bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s